domingo, fevereiro 04, 2007

Se fosse uma folha de papel rasgado




Aquecia as mãos a quem me queima-se
Tentando fazer com que o frio fugisse
Seria um local de pknos apontamentos
Para que alguem importante me visse

Teria o meu proprio espaço
Junto de outros papeis inuteis
Mas seria mais um no monte enorme
De papeis rasgados e futeis

Mas se fosse tal papel rasgado
Isto não teria sido escrito
A imaginação não teria sido transposta
E tal papel continuaria um mito

_____________________________________

Resposta a um trabalho de não sei de que que foi dado aos alunos de uma escola não sei onde.. :P

lolol eu podia saber os nomes todos mas não me apetece XD

de qq maneira eles tinham de começar com a frase "Se fosse uma folha de papel rasgado" e de mim foi isto que saio :P

2 comentários:

Lust disse...

Foi dado aos alunos do 11º L da Escola Secundaria de Santa Maria de Sintra, da qual eu faço parte xDD Tão a ver como as minhas aulas de Literatura são interessantes?

Poema lindo ^^

Beijo

Anónimo disse...

humm adorei o poema Alvaro.
Continua assim....sempre com esse "lado" poetico.
beijos...loba