terça-feira, agosto 28, 2012

Museu de Ovar - Lá estive(mos)!


Museu de Ovar
Hoje, visto que ontem o museu esteve fechado, fui ao Museu de Ovar com o Miguel e a Renata. Não confundir com a Casa-Museu Júlio Dinis igualmente em Ovar.

Tivemos direito a guia, explicações sobre as exposições, artigos, objectos e de tudo um pouco. Também descobrimos que infelizmente, o Museu de Ovar tem mais objectos do que aquilo que pode expor o que é pena pois tem muita história que não vemos. Foram de qualquer maneira, dois euros muito bem gastos. De salientar que tudo o que o Museu tem, foi oferecido e não comprado.

No depósito no momento da visita
Nunca tinha ido a este museu, ou se fui, já foi quando era minorca. Apanhamos exposições de fotografia (a que nos fez lá ir), trajes típicos de Ovar assim como também um de noiva de Viana do Castelo (Aparentemente eles têm um autentico museu do traje guardado mas não têm espaço para mais que alguns trajes de cada vez), exposições de cerâmica e azulejo e de, por incrível que pareça, de apicultura (a última gostei imenso de ver. Havia mais, mas estas foi as que mais me marcaram. Isto obviamente estava dividido por salas. Também tivemos oportunidade de ver como era o interior de uma casa antiga (decoração, disposição dos móveis, elementos essenciais) e isso foi como ver a casa dos meus avós.

Uma cozinha tradicional de Ovar
(Eu queria trazer os chouriços)
Tivemos uma oportunidade especial de ver o depósito do museu. Foi uma visita muito rápida e simples apenas para termos noção do que faltava ver, e acreditem que é imenso.

Fiquei ligeiramente chocado por saber que o Museu de Ovar não é um museu público mas sim privado. Sempre associei que, sendo o Museu da cidade, fosse público. Aparentemente não e a própria Câmara Municipal não contribui com nada para a sua manutenção. Pior ainda é terem-nos contado que o próprio gabinete de turismo de cá, não tem os contactos deste museu, redirecionando todos os interessados para a Casa-museu Júlio Dinis, esse sim público. Gostei de qualquer maneira da observação que parte do recheio da Casa-museu foi cedido pelo Museu de Ovar.

Acho que entre os três, demos favoritismo a exposições e objetos diferentes, no entanto, acho que todos concordamos que a máquina fotográfica antiga que está no depósito (a qual, de acordo com a nossa guia, tem um valor monetário mais alto que o edifício em que está), devia estar na parte de cima do museu em todo o seu esplendor.

Como uma nota final, se visitarem Ovar, visitem este museu. Acreditem que valerá a pena e a cultura nunca é demais e não faz peso.

4 comentários:

Alexandra Cardoso disse...

Hummm.... fiquei curiosa. Tens que me dar a morada a ver se dou lá um salto! ^^
Sorrisos,
Alexandra

http://diariodumanovata.blogspot.com

Xs disse...

Interessante!
Um dia diferente!

*Nightwish* disse...

Tens que me levar lá da próxima vez que for aí à tua terrinhaaaaa!! ^^
Bjs***********

Corina de Oliveira disse...

Muito giro :)